Concurso na veia!

por Paulo Cassiano

Posts Tagged ‘BC

Chefes do Banco Central falam, em entrevista, sobre a previsão para que ocorra o concurso

with one comment

Os chefes adjuntos do Departamento do Banco Central do Brasil, Delor Moreira dos Santos e Nilvanete Ferreira da Costa, em entrevista ao Jornal Folha Dirigida, falaram sobre o concurso que irá oferecer 520 vagas para o órgão. Há 150 vagas para cargos de nível médio, 350 de nível superior para o cargo de analista, e 20 vagas para procuradores.

Atualmente o banco conta com um quadro de 7 mil funcionários. Até dezembro 300 funcionários devem se aposentar. “A expectativa é que a autorização saia ainda este ano. Não trabalhamos sem essa expectativa. Se não o banco entra em colapso”, afirmam. O banco pediu autorização de concursos anuais até 2013, de acordo com eles o motivo dessa decisão é a dificuldade para liberação de um concurso. “O banco já passou por uma fase de 14 anos sem concursos, isso de 1977 e 1991. Por isso estamos nos precavendo”.

Sobre o pedido de 500 vagas para o órgão ao Ministério do Planejamento, eles afirmaram que o número é pequeno, que se ocorrerem as aposentadorias previstas e não houver concurso por um período de três anos o BC continuaria a ter um quadro de pessoal insuficiente. Ainda não foi iniciado o processo para escolha da organizadora.

Fonte: Curso Aprovação.

Written by Paulo Cassiano

27/03/2009 at 16:20

Publicado em Comentário Geral

Tagged with , ,

Notas sobre o Concurso para o BC em 2009 – Parte X

leave a comment »

Vamos em frente!

. O DESUP e o Desuc têm boa parte de seu trabalho na fiscalização direta das instituições, o que exige longos períodos dentro dessas instituições, fazendo auditoria, no primeiro caso e, no segundo caso, repetidas viagens para visitar as milhares de instituições de natureza menor que há pelo País. E há uma maior responsabilidade, pois eles devem examinar instituições (aparentemente) saudáveis…

. Outros departamentos têm carga semelhante de responsabilidade, mas são mais internos, com eventuais trabalhos externos, como onde trabalho. Vai do perfil de cada um;

. Foi aprovada uma Medida Provisória que diz que o Funcionário Público Federal pegaria financiamento imobiliário a partir de uns 8,5% mais TR, tanto no BB quanto na Caixa, em comparação aos 11,5% + TR dos financiamentos comuns;

boa-noticia

. As Áreas mais concorridas no último concurso foram a 3, 4 e 5, nessa ordem;

. A faixa salarial do Banco é tratada pela Lei 11.890/2008; Esse aumento não é “exponencial”, mas ainda assim é bom…

. As aposentadorias no Banco seguem a última Regra Constitucional: Aposentadoria aos 65 e 30 anos de serviço, sendo o salário uma média de 80% dos 15 maiores salários desde 1994;

. O Bacen conseguiu fazer um acordo com o atual Ministro Paulo Bernardo para a realização dos concursos anuais até 2013. Todavia, caso o próximo Governo venha a ser Tucano, poderemos entrar em uma nova era de arrochos, e concursos de grande magnitude podem ser engavetados…

. Antes da Constituição de 1988 até era possível “entrar como Tecnico e chegar a Analista”, mas hoje isso é impossível. O que vale é a Súmula 685 do STF, que diz: “É inconstitucional toda modalidade de provimento que propicie do servidor investir-se, sem prévia aprovação em concurso público destinado ao seu provimento, em cargo que não integra a carreira na qual anteriormente investido”. Portanto, se o Técnico quiser ser Analista, só por via de Concurso mesmo.

. É importante acompanhar o dia-a-dia da banca examinadora que vier a ser escolhida, pois no último Concurso a FCC exigiu coisas meio em cima da hora…

Foto: Flickr.

Written by Paulo Cassiano

26/03/2009 at 10:00

Publicado em Comentário Geral

Tagged with , ,

Notas sobre o Concurso para o BC em 2009 – Parte IX

leave a comment »

Eis que estou de volta com novas informações sobre o Banco Central, após um jejum (involuntário) de algumas semanas. Fique ligado que pouco a pouco vou compartilhando mais informações legais que apurei. ;-)

. Existe um sindicato “oficioso”, para Técnicos do BACEN, porém este sindicato não tem a legitimidade do sindicato oficial para fechar acordos oficiais com o governo; A “sugestão” de exigir Nível Superior para o Concurso de Técnico partiu deste sindicado…

. O assunto foi colocado em votação eletrônica pelo Sindicado Oficial, e ela foi aprovada… merda! Mas, isso não quer dizer que já no próximo Concurso essa exigência esteja em vigor. O Governo vê essa exigência não como um “aumento da excelência do serviços dos técnicos”, mas como uma manobra espúria para pedir aumento a categoria.

bolado-1

. Essa exigência de Nível Superior para Técnicos é uma grande injustiça. Todo mundo sabe que o percentual de brasileiros com este nível de escolaridade completo é baixíssimo. Isso fatalmente criaria uma “barreira de entrada” ao BACEN burra e ineficaz;

. Além disso, não duvido que muitos Técnicos, já com Nível Superior, comecem a pleitear, caso consigam fazer ser aprovada essa exigência absurda de diploma, a unificação dos cargos, já que alegam que fazem muita coisa que analista faz; Ainda bem que já existe jurisprudência contra essa pretensão…

Foto: Flickr.

Written by Paulo Cassiano

25/03/2009 at 09:00

Publicado em Comentário Geral

Tagged with , ,

Notas sobre o Concurso para o BC em 2009 – Parte VIII

with 3 comments

Tenho mais informações interessantes para compartilhar sobre o Concurso Público para o BACEN. Se liga:

. Ao ingressar no Banco, você recebe um login, para acessar a rede, como também acontece quando você ingressa em outras empresas para trabalhar. No caso do BACEN, a escolha do login é “democrática”, mas geralmente segue a “fórmula”: nome próprio.último sobrenome;

. É possível ser alocado na Área de TI, mesmo sem ter feito um Concurso para TI;

rapaz-mouse

. Analista, Técnico, Procurador, nenhum tem participaçãos nos lucros do Banco. Para isso, teriam de ser Empregados Públicos (“CLTistas”), como é o caso do BNDES;

. De vez em quando, nos Correios Corporativos, aparecem ofertas de vagas em Departamentos específicos do BANCO, aí a pessoa se candidata mandando seu currículo. Essas oportunidades são de acordo com o perfil profissional de cada um. Cada caso é um caso…;

. Há casos de profissionais que conseguiram “mudar de Área”, mesmo antes de completar os 3 anos de Estágio Probatório, mas, cada caso é um caso…;

. A Área 3 é superconcorrida, por um lado pelo perfil dos candidatos, muitos com Pós-graduação e Doutorados (até mesmo no Exterior…); Por outro, há pouca abertura de vagas, pois os Economistas de lá parecem estar satisfeitos com os trabalhos lá realizados. Para se ter uma idéia da concorrência, teve gente aprovada na Área 3 para Brasília que tirou uma nota muito mais alta do que o candidato que conseguiu a única vaga para São Paulo…

Foto: Flickr.

Written by Paulo Cassiano

27/02/2009 at 09:00

Publicado em Comentário Geral

Tagged with , ,

Notas Sobre o Concurso para o BC em 2009 – Parte VII

with 2 comments

Dando continuidade ao (nada!) árduo trabalho de compilação das informações sobre o Concurso Público para o Banco Central, quero compartilhar as últmas informações que apurei (pelo menos até o momento). Se você perdeu algum dos artigos anteriores, a ordem de publicação é esta: I, II, III, IV, V e VI. Você pode clicar na tag BACEN e ler.

Vamos às notas de hoje:

. Antigamente, nos tempos de “mil novecentos e Carmem Miranda”, havia casos em que Técnicos viravam, na base da canetada, Analistas… mas hoje isso é impossível… Será?

. Num cado de “empate”, pode acontecer de quem já é funcionário da Autarquia ganhar a vaga no “desempate”;

. O Programa de Capacitação do Banco não é mais difícil do que a prova. Olhando friamente, é fácil… Só que os alunos ficam preocupadíssimos, porque ainda é uma fase eliminatória…

medo

. Ainda sobre o Programa de Capacitação do Banco, ele ocorre no Unibacen, em Brasília, e fica-se lá por duas semanas tendo aulas sobre o Sistema Financeiro de diversos países; O Banco oferece uma Ajuda de Custo para os aprovados viajar até lá. O Banco pede seus dados bancários, para depositar esta Ajuda (equivalente a mais ou menos 1/3 do Salário Líquido). É importante guardar o Comprovante de Depósito, porque é para ser declarado no IR do ano seguinte;

. Ao final do Programa de Capacitação, é aplicada uma prova. No último Concurso, ela continha 30 questões, com o limite mínimo de acertos em 15 (50%), e esta prova é fácil…;

. O Banco solicita um Certificado Negativo de Antecedentes Criminais, tanto para o estado em que vive o aprovado, quanto no âmbito Federal; Para o certificado Federal, é necessário ir à  Polícia Federal e levava duas semanas – “por baixo” – para ficar pronto. Uma dica é: perto da data do resultado, ou no dia do resultado, sabendo que passou, ir logo na PF da sua cidade tirar. Até porque volta e meia a PF tem entrado em greve…;

. Quanto à apresentação do Diploma de conclusão (do Ensino Mérdio ou Superior), caso não se tenha em mãos quando da Aprovação, serve qualquer outro comprovante. É possível ainda escrever um ofício pedindo “apressamento” na confecção do Diploma, o que custuma apressar a confecção do mesmo;

. A apresentação dos diversos documentos pode ser “conversada” com o RH do Banco. Algumas pessoas não tinha tudo quando se apresentaram para assumirem as vagas do último Concurso, e nem por isso perderam a vaga;

. Para quem faz cursinhos preparatórios, é possível encontrar alguns colegas de turma no Programa do Banco. Uma dica é não enxergar ninguém como um “inimigo em potencial”, pois muito provavelmente serão colegas de trabalho…;

. “Não estude quando planejou descansar e, principalmente, não faça o contrário”;

. Cara casado, “coroa”, “galinha”, solteiro, “celibatário”, todos passaram no certame passado… O mesmo vale para as mulheres;

. Os candidatos do último certame padeceram com dúvidas e mais dúvidas sobre o Concurso. Todo mundo dizia que ele iria ocorrer no começo de 2005, porém eles ficaram “a ver navios” até Setembro/Outubro daquele ano… Não se preocupe com isso, vai estudando…

. Escolher a “praça” onde irá trabalhar com base na relação candidato/vaga é burrice!; No último certame para Analista, foram ofertadas para Brasília 44 vagas com uma relação candidato/vaga de 56,4. O 5º colocado acertou 42 questões de conhecimentos Gerais (70,69 pontos), 47 de conhecimentos específicos (243,84 pontos), 85,00 na dissertação, totalizando 399,53. Já em São Paulo foi ofertada apenas 1 vaga com uma relação candidato/vaga de 205 (quase o quádruplo de Brasília). O 5º colocado acertou 37 questões de conhecimentos Gerais (63,14 pontos), 30 de conhecimentos específicos (176,01 pontos), 85,00 na dissertação, totalizando 324,15. O 5º colocado de Brasília fez 399,53, ao passo que o 5º colocado de São Paulo – com muito menos vagas e muito mais concorrência que Brasília -  fez 324,15. É uma diferença de 75,38 pontos! Percebam também que o 4º colocado convocado para São Paulo não entraria nas 44 vagas de Brasília. Até onde se sabe, foram convocados mais de 5 classificados em São Paulo, e olha que era apenas 1 vaga…

preocupados-com-resultado
. Não há depósito de FGTS para os funcionários do Banco, simplesmente pelo fato de eles terem a tão aclamada Estabilidade após o estágio probatório, e pelo fato de serem, desde 1990, Funcionários Públicos e não mais “empregados públicos/bancários”.

. O valor do Vale Refeição pago pelo Banco – até o momento – é vergonhosamente baixo, bem menos do que R$ 10,00 ao dia…

. As informações aobre a alocação das vagas no Banco não correm de boca em boca, nem pelos corredores e elevadores da Instituição, visto que eles têm um Código de Conduta que veda isso.

. Obviamente, quem se prepara há mais tempo potencialmente tem mais chance do que os “paraquedistas”… Mas “potencial” nem sempre se traduz em “resultado”…;

. “Memória é como músculo, sem repetição, não se desenvolve”;

. No Funcionalismo Público o “espírito cigano” é relativamente bem tolerado; :D

. Quem tem negócios ou investe na Bolsa, ao entrar para o Banco, é orientado a deixar de ser o “administrador”, caso seja, podendo permanecer como “cotista” poderia continuar a ser. É necessário deixar de ter uma papel preponderante em seu negócio;

. Para quem está concluíndo o Ensino Mérdio, o que vale é apresentar o Certificado de Conclusão quando você for Aprovado e Convocado a tomar posse – o mesmo princípio vale para o Ensino Superior;

. As vagas a serem oferecidas para o próximo certame vão variar de acordo com a demanda por Servidores, que é maior São Paulo e Brasília…;

. O Programa de Capacitação do Banco pode não ser em Brasília; houve casos em que ocorreu em São Paulo; Depois da Segunda Fase, não há mais prova eliminatória…

. Quem é convocado a tomar posse do cargo, tem um prazo de 30 dias (prorrogáveis por mais 30) para “entrar em exercício”, por conta de assuntos como Aviso Prévio, etc. Ao entrar em exercício, irá fazer um treinamento, algo bem leve…;

. O Banco não paga Vale-transporte;

. Se de gente que já trabalhou no BACEN do RJ e segundo ele, era raríssimo ver algum Técnico ou Analista vestido de terno e gravata. A única proibição é em relação à roupas é com “bermudas”. O resto é permitido.

tenis-all-star

. Quanto ao último certame, a Prova foi realizada em Janeiro de 2006 e as primeiras convocações para segunda etapa do Concurso foram em Maio do mesmo ano. A última convocação para essa segunda etapa foi em Maio/Junho de 2008;

. Uma sugestão para os candidatos aos cargos de Analista é ler os sites da BBC Brasil e alguma coisa do The Economist;

. As provas para Analista da Área 5 tem mais ênfase em Administração, ao passo que a Área 4 pede, de específico, Direito Penal ligado a crimes financeiros e à lei das falências, Direito Comercial, Estatística, Econometria, Financas, Micro e Macro etc;

. Existe um “recesso” de uma semana por ano, ou no Natal, ou no Ano Novo, mas compensando as horas tiradas ao longo de, no máximo, três meses;

. O BACEN fez Concursos em 1972, 1977 e depois apenas em 1992 (sem contar o último certame, em 2006). Logo, o pessoal de 1977 (são muitos funcionários…) deve estar na época de aposentar, concordam? Estão com 32 anos de casa… De 1977 e 1972 são quase 2000 dos 5000 funcionários….

. O “serviço” nas Capitais com sedes do Banco é mais light. Mas normalmente os Analistas fazem Análise do Mercado de Câmbio, Análise da Inflação, geram Relatórios pra tomada de decisões, realizam Operações de Compra de Dólares, Previsões Econômicas e Cotações Futuras para o Dólar. Pode-se também trabalhar “vigiando” o comportamento das moedas lá fora, principalmente Dólar e Euro. Os caras ficam “grudados” no computador, monitorando o Mercado de Câmbio. Muitos trabalham em parte operacional, tipo liberação de Operação de Hedge, Lançamentos nos Sistemas dos “milhares” de índices de inflação (IPCA, IGPM, IkralhoA4). É um trabalho bacana se você curte Economia.

Fotos 1, 2, 3: Flickr. Para esta parte do artigo, foi consultado também o Fórum Concurseiros!, em especial aqui e aqui.

Written by Paulo Cassiano

19/02/2009 at 11:45

Publicado em Comentário Geral

Tagged with , ,

Parem as Máquinas! (1) O Concurso para o BACEN foi autorizado!

leave a comment »

menina-gritando-parem

Ontem saiu a Autorização para o Concurso para Procurador do BACEN, de acordo com o ban, do Fórum Concurseiros! Eis aí a Portaria:

GABINETE DO MINISTRO
PORTARIA Nº 28, DE 17 DE FEVEREIRO DE 2009

Autoriza a realização de concurso público para o provimento de cargos do Quadro de Pessoal do Banco Central do Brasil.

O MINISTRO DE ESTADO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO, INTERINO, no uso de suas atribuições e tendo em vista a delegação de competência prevista no art. 2º do Decreto nº 4.175, de 27 de março de 2002, resolve:

Art. 1º Autorizar a realização de concurso público para o provimento de vinte cargos de Procurador do Banco Central do Brasil do Quadro de Pessoal do Banco Central do Brasil.

Parágrafo único. O provimento dos cargos a que se refere o caput dependerá de prévia autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, condicionada à declaração do respectivo ordenador de despesa sobre a adequação orçamentária e financeira da nova despesa com a Lei Orçamentária Anual e sua compatibilidade
com a Lei de Diretrizes Orçamentárias, demonstrando a origem dos recursos a serem utilizados.

Art. 2º A responsabilidade pela realização do concurso público será do Diretor de Administração do Banco Central do Brasil, a quem caberá baixar as respectivas normas, mediante a publicação de editais, portarias ou outro ato administrativo.

Art. 3º O prazo para publicação de edital de abertura do concurso público será de até seis meses, contado a partir da publicação desta Portaria.

Art. 4º A realização do concurso público deverá observar o disposto na Portaria MP nº 450, de 6 de novembro de 2002.

Art. 5º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

JOÃO BERNARDO DE AZEVEDO BRINGEL

É pessoal, agora é pedir a Deus que ilumine as mentes pensantes do BACEN para que eles enxerguem a necessidade de Técnicos – bem como de Analistas – e preparem um Concurso completo, para todos os cargos…

Foto: Flickr.

Written by Paulo Cassiano

18/02/2009 at 10:00

Notas sobre o Concurso para o BC em 2009 – parte VI

with 2 comments

Espero que você tenha lido os artigos anteriores, entitulados Notas sobre o Concurso para o Banco Central em 2009, partes I, II, III, IV e V. Se ainda não fez, clique na tag BACEN e faça. Vale a pena. Dando continuidade à compilação que estou fazendo, abaixo destaco:

. De acordo com a experiência prévia do aprovado no Concurso Público, ele pode ser encaminhado para trabalhar até mesmo na Supervisão;

. O ambiente de trabalho é excelente, como já foi dito. Existe um clima de cooperação e camaradagem entre os colegas; e o trabalho é orientado com base em manuais, porém sem uma cobrança de aprender tais manuais “pra ontem”;

. Uma dica: As questões de Raciocínio Lógico da prova para a CVM são idênticas às da prova para o BACEN, só mudando o enunciado;

. Para os candidatos ao cargo de Analista do BACEN (Nível Superior), a grande dica é: Treine fazer Redações. Se a banca examinadora escolhida para o Concurso de 2009 for a FCC novamente, a redação terá grande peso;

pensando-para-escrever

. O que faz o pessoal das Areas 5 e 3? Basicamente, Área 5 faz trabalhos administrativos e a Área 3, trabalhos relacionados à Área Econômica, tais como pesquisas para o COPOM, meta de inflação, e também a venda de títulos no Mercado Aberto;

. O Edital exige que o candidato aprovado trabalhe por quatro anos “na mesma praça”, antes de estar apto a pedir remoção; E ainda assim, a remoção depende de uma permuta com outro funcionário do Banco. Existe um consenso, onde o Banco faz questão que, por exemplo, um carioca não “force a barra” para ser transferido para o Rio de Janeiro, quando prestou Concurso para São Paulo ou vice-versa;

. Quase todos os Departamentos do BACEN têm representações nas principais regionais do Banco pelo Brasil. As exceções são: DESUP, o Alto Escalão do Departamento de Supervisão Bancária que fica em São Paulo e o DEBAN, onde o Alto Escalão fica no Rio de Janeiro. É o Departamento responsável pelo Mercado Aberto. Para os demais Departamentos, o Alto Escalão fica em Brasília, no DF;

. Quem opta por continuar a trabalhar depois de aposentado, mesmo tendo contribuído os anos necessários, deixa de ter descontado os 11%; No entanto, por uma bizarrice ininteligível, quem se aposenta volta a ter os 11% descontados do salário, tal qual como ocorre com os “da ativa”…

. Na Área 4 existem os Departamentos DELIQ e o DESUP, a parte de Supervisão Bancária. Este é um Departamento em que as pessoas trabalham muito externo, pois ficam até meses fazendo Auditoria em Bancos. Cada grupo de trabalho cuida de um grupo específico de bancos… Existem outros grupos que cuidam dos ratings e tem equipes de trabalho que vão para o Exterior;

. Sobre os demais Departamentos, destaca-se:

.. DESUC, a parte de Fiscalização de Consórcios e Cooperativas. Um paradoxo, pois há milhares e milhares destas instituições e pouca gente pra supervisioná-las. É meio como ser um fiscal do Ibama na Amazônia…;

.. DESIG, a parte de rastreamento ligado a Movimentação Financeira e Lavagem de Dinheiro; Ficou “vazio” quando parte da equipe que cuida de Lavagem de Dinheiro foi para a Receita Federal, mas ainda tem sua importância;

. DEORF, a parte que cuida da Abertura de Novas Instituições, Fusões, Concessões de Licenças para funcionamento e, mesmo Autorização para posse de novos diretores nestas instiuições;

.. DECAP, a parte que cuida de Processos Administrativos, como intimar Bancos e Instituições Financeiras a prestar esclarecimentos ou cumprir as Ordens Administrativas, como o pagamento de multas, aplicadas por irregularidades apontadas pelo DESUC e DESUP;

.. DELIQ, o departamento de Desestatização e Liquidações Financeiras. São os “matadores de aluguel”, e atua conforme determinação ou do DESUP ou do DESUC;

matador-de-aluguel

. Veja como ficarão os salários dos Analistas do BACEN nos próximos anos:

.. Em Julho de 2009, R$ 12.413,65; e

.. Em Julho de 2010, R$ 12.960,77; (Lembrem-se que o Salário Líquido fica em torno de 70% destes valores!);

. É razoável supor que haja Concurso Público para o BACEN no começo de 2010;

. O que realmente um Técnico do BACEN faz é uma incógnita. Em alguns Departamentos existem Técnicos que são, basicamente, Auxiliares Administrativos; Na Procuradoria, existem Técnicos que dão suporte para os Procuradores; No Departamento de Segurança, existem Técnicos que auxiliam o presidente do Banco em suas visitas, juntamente com a Segurança Particular do Ministro;

. Muitos Técnicos do BACEN, mais antigos, exigem ganhar pelo menos 70% do que os Analistas ganham, pois entendem que fazem muitas tarefas que são, em tese, dos Analistas. Mas, para isso, essas pessoas querem, como “desculpa”, a exigência de Nível Superior no próximo Concurso para Técnico do BACEN, uma grande palhaçada!;

. Dica para quem quer fazer cursinho preparatório para Analista do BACEN: Se virem o Henrique Forno dando aulas por aí de Finanças, Micro e Macro Economia, podem se matricular, porque o cara é muito bom (ele trabalha no Banco, no DEBAN); Outro excelente professor é o Joselias, que participa da Comunidade Concurso Banco Central BACEN no Orkut; (você precisa estar logado no Orkut para acessar os links citados)

. É possível que o Banco reestruture as Áreas, por exemplo, mesclando as Áreas 3 e 4, ou criando outra Área à partir disso; Os Editais dos Concursos anteriores demonstram isso: A estrutura de Áreas era diferente em 1997, 1998, 2000, 2001, 2002 e 2005; Porém isso ainda é especulação;

. O BACEN não tem PLR (Participação em Lucros e Receitas); Nem sei se precisa, já que o quê se ganha é muito bom!

Fotos 1 e 2: Flickr

Written by Paulo Cassiano

18/02/2009 at 08:00

Publicado em Comentário Geral

Tagged with , ,

Notas sobre o Concurso para o BC em 2009 – parte V

with 2 comments

Este artigo é uma continuação dos artigos anteriores, especialmente da parte IV. Nele eu dou continuidade à compilação que estou fazendo de um calhamaço de informações utilíssimas para quem está interessado em uma das vagas deste certame. Vamos às notas:

. Existem concorrências internas, para cargos de Assessores ou para preencher vagas em aberto em outros departamentos. Essas vagas são divulgadas através dos e-mails corporativos, com a descrição do cargo e dos conhecimentos exigidos. Todavia, quem está em estágio probatório não pode participar…;

. Para quem ainda faz faculdade, existe a possibilidade de pedir para trabalhar em horário de estudante, com uma ligeira redução da carga-horária, bem como uma redução proporcional no salário; Por exemplo, trabalhando por seis horas diárias, o salário é reduzido em 25%. Mas a autorização deste regime especial de trabalho depende da chefia…;

estudante-01

. Os funcionários da Área 4 cuidam da abertura de novas empresas e autorização para fusões, nomeações de diretores, aumento de capital, etc (DEORF), auditoria e supervisão de bancos (DESUP), auditoria e supervisão de cooperativas e consórcios (DESUC), pesquisas econômicas (DEPEC), departamento de segurança de informação (DESIG), entre outros;

. O pessoal da Supervisão faz muito trabalho externo. Podem ficar meses fora do banco, ou viajando para visitar instituições no interior do país e elaborar relatórios, basicamente;

. São ministrados cursos internos de capacitação, por colegas de trabalho qualificados;

. A alocação de cada aprovado no último certame foi feita através de um link aberto disponibilizado pela Fundação Carlos Chagas. Nele, foi disponibilizado um formulário onde cada um deveria descrever seu currículo, e também havia perguntas quanto ao nível de conhecimento de contabilidade, finanças, etc. Baseado nesse formulário, e conforme as necessidades de cada setor, os aprovados foram distribuídos para os diversos setores da Área 4. Mas o resultado dessa alocação só foi divulgado no dia da posse;

. Os funcionários do BACEN têm seu próprio código de conduta;

. O perfil dos concursados é bem variado; Boa parte tem entre 25 e 30 anos, boa parte destes fez cursinhos preparatórios para o Concurso do BACEN, mas teve gente que também passou, estudando por conta própria;

. Em Brasília, normalmente, é onde mais se apresentam Títulos, e os pontos vindos destes podem mudar significativamente a classificação dos candidatos; Lá também é onde se concentra a maioria das vagas;

Foto: Flickr

Written by Paulo Cassiano

17/02/2009 at 08:15

Publicado em Comentário Geral

Tagged with , ,

Notas sobre o Concurso para o BC em 2009 – parte IV

with one comment

Compilei mais algumas informações sobre o Concurso Público para o Banco Central, bem como sobre o dia-a-dia de quem passou nesse certame, e passo a compartilhá-las aqui. Tais informações foram encontradas no Orkut, mais especificamente na Comunidade Concurso Banco Central BACEN.Tudo o que será dito, dito será de acordo com o que encontrei lá.

cogumelos-amigos

Gostaria de agradecer a todos os participantes da Comunidade, especialmente ao Marcelo Hiramatsu Azevedo, funcionário do BACEN e muito prestavito. Boa parte do que escreverei aqui é na verdade uma adaptação de suas palavras. ;)

Vamos às informações:

. A famigerada Estabilidade se obtém após três anos de Banco mas, na prática, isto é só uma “formalidade”, porque só se você fizer algo impensando, uma merda federal, uma loucura mesmo, vai perder o emprego. Ainda assim, terá a chance de se defender em um Processo Administrativo que pode ser decidido a seu favor;

strength-stability

. Existe uma Avaliação de Desempenho Anual para os funcionários;

. Ex-fucionários do Banco do Brasil aprovados no BACEN não precisam esperar um ano para tirar férias. Como empregados de uma empresa federal mista, se tiverem férias para gozar, poderão tirá-la a qualquer momento. O mesmo vale para ex-funcionários da CAIXA, e outras Autarquias e Organizações da União. Já os Funcionários Públicos Estaduais e Municipais, assim como os empregados da Iniciativa Privada em seu primeiro Emprego Público tem de esperar ao menos um ano para isso…

. Por falar em férias, uma dica para os ex-funcionários dos Bancos supra citados é pedir férias quando você estiver trabalhando no BACEN, para receber “um terço” de seu novo salário! ;)

. O ex-Servidor Federal que tiver sido empossado no BACEN mas esteja com dificuldades de se adpatar, pode voltar ao Emprego Antigo, por meio de uma vacância. Eu duvido que isso vá acontecer, mas é sempre bom saber dessas regras. Nos demais casos, mesmo entre os funcionários públicos Estaduais e Municipais, não tem volta… Eu continuo duvidando que alguém vai querer voltar…

. A segunda etapa do Concurso é constituida de alguns passos, dentre eles um exame clínico simples e a apresentação de exames médicos, como hemograma completo, lipiograma etc. Existe também um treinamento para os aprovados no BACEN, que é de uma semana, e ao final é aplicada uma prova, beem fácil por sinal;

. O prédio do BACEN em São Paulo é velho, de 1981 e nunca passou por reformas, porém as condições de trabalho lá são boas; Isso sem falar que o prédio do BACEN está localizado no coração de São Paulo, na Avenida Paulista!;

. No último certame para o cargo de Analista, a prova de Redação foi a “salvadora da pátria” para muita gente com notas regulares nas provas objetivas. Foi o que aconteceu com o Marcelo, que acertou apenas 70% da prova, quando a grande maioria tinha feito 80, 85%. No entanto, tireou 95 na redação e dos 27 candidatos aprovados na primeira chamada, ficou em 17°;

. Com relação aos descontos no contra-cheque (holerite), são eles:

a) 11% da Previdência dos Servidores Públicos, sobre o salário total. Para quem não sabe, funcionários do BACEN não tem FGTS, devido à estabilidade;

b) Imposto de Renda (olha o Leão aí gente!), descontado na fonte. A base de cálculo é o valor do salário menos o que é descontado para a previdência. A partir do site da Receita Federal, apurei que o IR é de R$ 991,26;

c) Sem contar o valor do Vale Alimentação, o salário líquido dos Analistas chega a R$ 4.609,06;

. Com relação aos benefícios, são eles:

I) Benefícios que o Banco oferece:

a) Plano de Saúde próprio (para o funcionário, mulher e filhos, 1% cada um, além de inclusão de pai e mãe, com uma porcentagem um pouco maior);

b) Vários convênios e descontos, se você for da Associação de Funcionários Públicos do Banco ou Sindicalizado;

c) O Banco promove vários cursos e treinamentos, como cursos de idiomas, com preços bem em conta;

goodies-1
II) Benefícios do Cargo

a) Progressão no nível da carreira em um tempo máximo de um ano e meio. Logo, todos têm a possibilidade de chegar a nível final, que começa no AA101 e vai até o AE104. A progressão, por avaliação, varia de 101 a 104 e de A e E, logo são nove degraus, mais ou menos;

b) Quinquênio (aumento de 5% a cada cinco anos no salário bruto) e sexta parte (1/6 do salário bruto acrescido aos vinte anos de serviço);

c) A cada cinco anos, você pode pedir uma licença capacitação de até três meses, contanto que seja um curso que seja de relevância para o Banco (cursos de línguas também contam);

d) Gratificações por serviço externo e outras atribuições;

Faltou explicar as gratificações relativas à Mestrados, Doutorados e Pós-graduação. Ao entrarmos, ganhamos uma gratificação de 5% sobre o salário-base; Existe ainda a gratificação de qualificação de 15%, para quem tem Pós e Mestrado e a de 30% para quem tem Doutorado, além de uma pontuação publicada num ranking para premiar os funcionários mais antigos ou com mais serviços relevantes;

Continua…

Foto  1, 2 e 3 : Flickr

Written by Paulo Cassiano

15/02/2009 at 16:22

Publicado em Comentário Geral

Tagged with , , ,

Notas sobre o Concurso para o BC em 2009 – parte III

with one comment

Edificio Sede do Banco Central do Brasil, em Brasilia - DF.

Edifício Sede do Banco Central do Brasil, em Brasília - DF.

Abaixo passo a transcrever uma compilação que fiz de um dos tópicos da Comunidade do Orkut Banco Central BACEN 2009:

. O Banco Central está com uma previsão de aposentadoria muito grande. Até 31 de dezembro de 2008, mais de 800 pessoas adquirem direito à aposentadoria integral. Esse número sobe para mais de 1.400 no fim de 2009. E, até 2013, 50% do quadro vai embora, ou seja, quase 2.500 pessoas.

Casal de aposentados na praia

. A validade do último concurso, para os mesmos cargos que serão oferecidos pelo próximo, venceu em junho de 2008.

. O chefe-adjunto de Recursos Humanos do banco, Delor Moreira, assegura que o programa será mantido, e as provas versarão sobre Conhecimentos Gerais (com questões de Português para todos, além de Noções de Direito, Atualidades e Raciocício Lógico, para Técnicos) e Específicos, valendo 100 pontos cada disciplina.

. O Banco Central é uma Autarquia Federal e a principal Autoridade Monetária do país, criado há 44 anos, pem 31 de dezembro de 1964. E tem como competências:

.. Emitir papel moeda e moeda metálica;

.. Executar serviços de meio circulante;

.. Receber os recolhimentos compulsórios dos bancos comerciais;

.. Realizar operações de redesconto e empréstimos de assistência à liquidez e às instituições financeiras;

.. Regular a execução dos serviços de compensação de cheques e outros papéis;

.. Efetuar, como instrumento de política monetária, operações de compra e venda de títulos públicos federais;

.. Autorizar, normatizar, fiscalizar e intervir nas instituições financeiras e controlar o fluxo de capitais, garantido o correto funcionamento do mercado cambial.

moeda-bc

A aprovação da Lei Orçamentária da União para 2009 sem cortes no número de vagas que serão preenchidas por funcionários concursados no serviço público
federal aumentou ainda mais a
expectativa pela autorização para
o concurso do Banco Central.

Atualmente, uma solicitação do Banco para a realização de seleção para os cargos de Técnico (com
exigência de Nível Mérdio),
Analista (com exigência de Nível Superior) e Procurador (com
formação específica em Direito) está à espera do sinal verde do
Ministério do Planejamento.

. Outra boa notícia para quem pretende seguir carreira no BC foi a assinatura, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, da Medida Provisória 440/08, que autoriza os funcionários do Banco a incorporarem à remuneração as gratificações que não contavam para os vencimentos percebidos em sua aposentadoria. Com isso, a tendência é que muitos funcionários com idade e tempo de serviço para se aposentar, e que não o faziam para não verem seus vencimentos diminuir, entrem com o pedido de aposentadoria, aumentando ainda mais o déficit de pessoal.

. Segundo os representantes dos sindicatos ligados às três categorias, em quatro anos o número de funcionários em condições de se aposentar pode chegar a 90% do quadro atual. Eu acho que é mentira, mas… Além disso, todos os três quadros estão trabalhando, atualmente, com um número menor de profissionais do que o permitido por lei.

Fonte: Comunidade do Orkut Banco Central BACEN 2009 . Foto 12 e 3: Flickr

Written by Paulo Cassiano

13/02/2009 at 20:19

Publicado em Comentário Geral

Tagged with , ,

Concursos Públicos mais aguardados de 2009 ficam para depois do 1º trimestre

leave a comment »

Expectativa recai sobre Receita, Banco Central, PF e Fazenda de SP. Concursos somam mais de 8 mil vagas com salários de até R$ 19,9 mil.

Reprodução / TV Globo)

Alunos em aula de escola preparatória para concursos (Foto: Reprodução / TV Globo)

Dos concursos públicos mais aguardados de 2009, somente um já tem previsão para publicação de edital: o da Secretaria da Fazenda de São Paulo.

Confira lista de concursos e oportunidades

Os demais aguardam autorização do Ministério do Planejamento e não devem sair antes do primeiro trimestre, segundo a assessoria de imprensa da pasta.

Além do concurso para a Fazenda paulista, os três concursos muito aguardados são os da Polícia Federal, da Receita Federal e do Banco Central.

Juntos, somam mais de 8 mil vagas para nível médio e superior, com salários chegam a R$ 19,9 mil.  Segundo o Ministério do Planejamento, é preciso esperar até o fim do primeiro trimestre, quando o ano realmente começa, após o Carnaval quando se terá um parâmetro melhor dos efeitos da crise financeira internacional, para se saber quantas vagas poderão ser criadas.

Veja abaixo lista dos concursos mais esperados e informações sobre os cargos.

concursos-mais-aguardados-20091

Fazenda de SP

O edital para o concurso de 500 vagas de fiscal de rendas da Secretaria da Fazenda do estado de São Paulo deve ser publicado em março, segundo a assessoria de imprensa do órgão.

As provas devem ser realizadas de 45 a 60 dias após a publicação do edital. Ainda não há organizadora definida.

O salário é de R$ 6,8 mil nos três primeiros meses, quando o aprovado faz estágio probatório da Escola Fazendária. Depois, os vencimentos passam para R$ 12,65 mil.

O concurso foi autorizado pelo governador de São Paulo, José Serra, no começo de dezembro.

Polícia Federal

Na Polícia Federal, a estimativa é de 500 vagas para delegado, 300 para perito criminal, 750 para agente, 400 para escrivão e 50 para papiloscopista.

Os salários iniciais para escrivão, agente e papiloscopista são de R$ 7.514,33 e os finais, de R$ 11.879,08. Já para delegado e perito o inicial é de R$ 13.368,68 e o final, de R$ 19.699,82.

A PF informou que espera que o edital possa ser publicado ainda no primeiro semestre.

Banco Central

O BC pediu ao Planejamento a criação de 520 cargos: 350 de analistas, 20 procuradores, ambos com exigência de curso superior, e 150 técnicos – ensino médio.

De acordo com a tabela salarial vigente no BC, os salários para esses cargos são de R$ 11 mil (analistas), R$ 14 mil (procuradores) e R$ 4,5 mil (técnicos).

Receita Federal

Dos concursos mais aguardados, o da Receita Federal é o que tem informações menos precisas. A assessoria de imprensa do órgão afirma não ter dados.

Há estimativa de mais de 5 mil vagas de nível médio e superior: 3.500 vagas para assistente técnico administrativo (nível médio), 710 vagas para auditor fiscal (nível superior) e 1.080 para analista tributário (nível superior).

Os salários vigentes variam entre R$ 2,5 mil e R$ 16,6 mil.

Cursinhos

Apesar de ainda não terem edital publicado, os concursos já movimentam as escolas preparatórias, já que esta indústria é uma das que mais cresce no país, independentemente de “crise” que oferecem cursos específicos e alegam que é necessário que os alunos se preparem antecipadamente.

A OBCursos, que atua no Distrito Federal, Goiás e Tocantins, já tem 23 turmas especificamente para Receita, BC e PF, com mais de 650 alunos.

“Esses números são consideráveis em virtude de o edital ainda não ter sido publicado. Geralmente, as turmas mais procuradas são as que já estão com edital na praça. Porém, as turmas acima representam desde já a concorrência esperada para os concursos referidos”, avalia José Wilson Granjeiro, diretor-presidente do OBCursos.

Carlos Alberto de Lucca, coordenador geral do curso preparatório Siga Concursos, que atua em São Paulo e no Rio, disse que os concursos da área fiscal representam 70% da demanda para os cursos com escolaridade mínima de ensino superior.

O diretor de Recursos Humanos da Central de Concursos, José Luis Romero Baubeta, também afirmou que a maioria dos alunos (70%) está interessada nos quatro concursos porque estão entre os que pagam mais “devido à iminência dos editais e porque são os cargos mais cobiçados da carreira pública.”

Fonte: G1

Written by Paulo Cassiano

13/02/2009 at 09:03

Notas sobre o Concurso para o BC em 2009 – parte II

with one comment

Passo a transcrever,  na íntegra e “sem cortes”, o depoimento do Marcelo Hirosse, muito útil para quem almeja trabalhar no Banco Central.

No ínicio do mês de outubro de 2005, em meio a uma das inúmeras greves da UNB, procurei fazer um cursinho, pois nunca havia estudado para concursos. Primeiramente seria necessário escolher um concurso para focar e não tinha a mínima noção do que fazer. Tentei escolher um concurso de nível médio, ainda faltava 1 ano para me formar, pelas matérias cobradas e me deparei com o Bacen. Nas grades horárias dos cursinhos estavam, dentre outras matérias, matemática, raciocínio-lógico e noções de economia, matérias que um estudioso de exatas tem facilidade em estudar. Os cursinhos tiveram um pouco de dificuldade para determinar o que poderia ser cobrado, pois não dava para se basear no concurso anterior, já que havia sido realizado há mais ou menos 20 anos.

nissei-01

Entrei em um cursinho e fiz praticamente 2 semanas de aula, quando no dia 27 de outubro de 2005 foi publicado o edital. E para surpresa de muitos, muitas das matérias previstas não estavam sendo cobradas. As seguintes matérias estavam no edital: em conhecimentos gerais, Português, Direito (Administrativo e Constitucional), Atualidades, Raciocínio Lógico-Quantitativo e, em conhecimentos específicos, Teorias e Normas de Segurança. A banca examinadora era a FCC. Cheguei a pensar em desistir desse concurso, pois acreditava que meu diferencial estaria justamente nas matérias de exatas e também porque nunca havia estudado Direito. Porém, após refletir por algum tempo, resolvi continuar, afinal “entrou na chuva é para se molhar”. Ninguém entendeu o porquê de serem cobradas matérias de segurança. Muitas pessoas desistiram de realizar o concurso, pois temiam trabalhar com armas de fogo. O edital não foi claro quanto a isso e, portanto, muita gente estudou na esperança de trabalhar até mesmo na área fim do Bacen.

Apesar de a UNB estar em greve, estava tendo aulas de duas matérias e ainda trabalhando. Cada minuto era essencial para mim. Procurava ficar todo o meu tempo vago em uma sala de estudos, só assim para me dedicar o máximo aos livros. Com exceção de sábado à noite, horário em que procurava me divertir um pouco e descansar a cabeça, todos os dias eram dias de estudo. Tanto que no dia 31 de dezembro de 2005 apareci em uma reportagem da TV Globo, como já citei no depoimento Resumo da minha trajetória de concurseiro.

Dia 8 de janeiro de 2006 realizei a tão esperada prova. Acho que minha tranquilidade me ajudou a conquistar o resultado que consegui. Saí da prova confiante de que o resultado seria bom. Das 60 questões havia acertado 55. Conquistei o 26º lugar. Como segunda etapa do concurso, fiz um curso de formação com matérias de segurança. Ao final havia uma prova eliminatória. Todos foram aprovados.

Dia 12 de junho de 2006 foi o tão sonhado dia da posse. De início fiz um curso de ambientação e formação (AMFOR) na universidade Banco Central (UNIBACEN) por 2 semanas. Em seguida, o segundo curso na Agência Nacional de Polícia (ANP) por mais 2 semanas que nem todos fizeram, só os habilitados em um teste psicotécnico. Nesse curso, fizemos aulas de tiro, defesa pessoal, direção ofensiva, segurança de dignitários, e outras mais. Fiz um curso parecido com o que o Rambo fez. rs Só a partir daí que efetivamente comecei a trabalhar.

Descobri que só existiu esse concurso para técnico por causa do furto ao Banco Central de Fortaleza. Não havia um departamento específico de segurança. Com a nossa chegada, ele foi criado e todos os indícios indicaram de forma correta que iríamos trabalhar com segurança. Alguns efetivamente foram trabalhar com porte de armas, outros com a parte administrativa mesmo, como eu. Alguns analistas aprovados na Área 5 (geral ou administrativa) também foram designados a trabalhar nesse novo departamento. Felizmente os técnicos puderam fazer uma lista de prioridades dos setores que queriam trabalhar. Como engenheiro, optei pela área de projetos. Nem todos foram para a área de segurança, alguns foram para departamentos diversos. Boa parte das mulheres conseguiram ir para a SECRE (secretaria executiva).

Como fiquei em um departamento recém criado, o volume de trabalho sempre foi pequeno. As atividades foram surgindo aos poucos, mas até hoje não há uma rotina de atividades definida.

O ambiente de trabalho, no geral, é muito bom. Existem muitas facilidades por aqui (Edifício-Sede Brasília): agência bancária, agência dos correios, lanchonete com banca de revistas, ponto de ônibus em frente à entrada, 2 estações do metrô muito próximas, estacionamento fechado para servidores, dentre outras. Porém um ponto negativo, que definitivamente me motivou a estudar, é o preconceito que boa parte dos analistas possui contra os técnicos. A cultura do Bacen, já solidificada, nos trata de uma maneira diferenciada. Há uma nítida separação de funções, sendo que as funções mais nobres ficam com os analistas e as operacionais com os técnicos. Não há claramente uma Gestão por Competências. Boa parte dos técnicos possui grandes habilidades que ficam subutilizadas por causa dessa visão de que as pessoas capacitadas são as aprovadas em um concurso de nível superior. Foi feita uma pesquisa e grande parte de nós tem ou está cursando o nível superior. Infelizmente, nós somos tratados como a descrição de nosso cargo sugere: meros “auxiliares de analistas”. São raras as funções comissionadas que são designadas para técnicos, ficando a grande maioria com os analistas.

sensei

É claro que, apesar desse ponto negativo que citei, existem vários atrativos para esse concurso de técnico do Bacen. A remuneração inicial do concurso de 2005 era de pouco mais de R$ 3100,00. Atualmente, com a MP nº 440 convertida na lei nº 11890/2008 , o agora subsídio inicial é de aproximadamente R$ 5000,00. O plano de saúde (PASBC) é um dos melhores do serviço público federal. Há uma ampla opção de conveniados. Paga-se uma pequena porcentagem fixa mensal, dependente da faixa etária do beneficiário, e um percentual máximo se utilizado o plano.

Com relação ao concurso que está por vir, parece que haverá 2 áreas para o cargo de técnico (administrativa e de segurança) e 6 áreas para o cargo de analista (as 5 do concurso anterior e mais 1 área de segurança). Estão querendo criar uma área específica para segurança com o objetivo de possibilitar que entrem pessoas que realmente queiram trabalhar com esse assunto e não se sintam desmotivadas por ter de fazê-lo compulsoriamente como tem ocorrido. O fluxo de saída de pessoas do departamento é muito grande, apesar de ser bastante complicado conseguir uma mobilidade interna, e praticamente não há reposição do corpo funcional.

Foram dados os primeiros passos para se implantar uma Gestão por Competências no Bacen. Porém enquanto houver essa separação entre técnicos e analistas, fortemente influenciada pela presença de dois sindicatos (SINTBACEN – sindicato dos técnicos do bacen e SINAL – sindicato dos analistas do bacen), dificilmente será atingido um resultado satisfatório.

Foto 1 e 2: Flickr

Written by Paulo Cassiano

11/02/2009 at 14:39

Publicado em Comentário Geral

Tagged with , ,

Notas sobre o Concurso para o BC em 2009 – parte I

with one comment

Atualização em 11/02/2009: Não deixem de conferir o depoimento do Marcelo Hirosse, Técnico do BC, que publiquei na íntegra aqui.

Fiz uma compilação do que foi discutido sobre o próximo Concurso Público para o Banco Central no  FórumCW (até o momento) e gostaria de compartilhar com todos, especialmente os marinheiros de primeira viagem interessandos no certame para o Banco.

marinheiro

Segundo os usuários que são funcionários do BC, o Banco é um excelente lugar para trabalhar, apesar de alguns “pesares”, que passarei a pontuar aqui:

. A banca examinadora para o próximo certame – queira Deus agora, em 2009! – ainda não foi definida, mas as apostas estão entre a FCC e a ESAF. A FCC ficou com o último Concurso, todavia para muitos a seleção deles não foi boa… Existe a possibilidade de a banca escolhida para o próximo certame ser a ESAF, que para alguns seleciona melhor (Se a ESAF for a escolhida, preparem-se, pois o nível da prova certamente será mais alto!)

. Não existe uma distinção entre Técnicos de Segurança e Técnicos Administrativos. O único Cargo que até então existe é o de Expecialista Técnico do BC. Estes são lotados em todos os departamentos do banco. No último concurso a maioria – e não todos – foram lotados na Área de Segurança.

. Tais Técnicos não são “seguranças”, não têm porte de arma, não dirigem viaturas e não possuem treinamento de combate! Apenas supervisionam as atividades terceirizadas de segurança, trabalham na parte Administrativa da Área de Segurança, fiscalizando contratos, tocando processos de licitação, etc.

. Por tradição, as vagas existentes nos outros departamentos – que não foram preenchidas no último concurso – serão oferecidas para os atuais servidores e, após a remoção interna, para os candidatos deste Concurso. Portanto, quem está interessado no concurso para Técnico do BC, acostume-se com a idéia de trabalhar na Área de Segurança, pois serão a grande maioria das vagas! Esqueçam essa divisão entre “Técnicos de Segurança” e “Técnicos Administrativos”, isso, defintivamente, não existe.

. Existe uma Supervisão Operacional que trabalha em turnos.  Os turnos são de 8 horas, ou seja, três por dia. Variam conforme a regional do Banco. Pode-se trabalhar 5 dias e folgar 2, ou trabalhar 3 e folgar 1 ou ainda trabalhar 4 e folgar 2, etc. Os turnos englobam sabados, domingos e feriados. Por conta disso, o nível de insatisfação dos atuais Técnicos, que trabalham na Área de Segurança, é enorme.

. Basicamente, a insatisfação é motivada pelo horário (turnos, que incluem horário noturno, sabados domingos e feriados) e pela ausência total de desafios. O trabalho consiste de supervisionar a segurança terceirizada, e isso para a grande maioria é insuportavelmente monótono… Parte do trabalho envolve monitorar câmeras de segurança e supervisionar vigilantes; Alguns podem vir a trabalhar em datas comemorativas, como no Carnaval, ao passo que o Administrativo não trabalha nessas datas… Existe a informação de que quem estava no turno da noite no último semestre passou o Natal ou o Ano Novo trabalhando!

surpresa

. Os turnos apenas existem na Área de Segurança. Para a Área Administrativa o horário é das 09:00h às 18:00 h. Todos trabalham nos turnos, homens e mulheres. Apesar de a lei 8.112/90 obrigar à Administração ceder horário especial aos estudantes, isso ainda não foi visto… Quem estuda normalmente precisa ajustar seu horário de acordo com o trabalho…

. Já o índice de insatisfação dos Analistas é muito baixo. O cargo de Analista é muito bom, onde o salário chegará a R$ 12.900,00 em Julho de 2010. Um analista da Área 3, normalmente, vai para as áreas afins de Economia, por exemplo DEPEC (departamento econômico) e realiza atividades de Economista.

. O BC possui várias funçoes comissionadas e cargos de chefia. Novos servidores podem assumir qualquer função, de acordo com a lei 8.112/90.

. Existe a possibilidade de os cargos serem divididos. A carreira é única, porém a idéia é separar o cargo em duas áreas (Segurança e Administrativo) para evitar a admissão de servidores que não possuem perfil para Segurança. Porém, isso é apenas boato até o momento…

Gostaria de agradecer muitíssimo a todos os participantes do tópico, especialmente os usuários djs, Digg, rafael_santiago e Eucomoagua, que são funcionários do BC e de dizer que, à medida que o debate lá for avançando, publicarei aqui novas “compilações”. ;)

Fonte: FórumCW . Foto 1 e 2: Flickr

Written by Paulo Cassiano

11/02/2009 at 13:30

Publicado em Comentário Geral

Tagged with , ,

BC define 520 vagas para seu Concurso

leave a comment »

Boa notícia para quem aguarda com expectativa o concurso para o Banco Central (BC). Em entrevista à FOLHA DIRIGIDA, o diretor de Administração do BC, Anthero Meirelles confirmou a realização de concurso para Técnico, Analista e Procurador e informou que foram solictadas 520 vagas ao Ministério do Planejamento.

bc

Segundo o dirigente, as negociações junto ao ministério para a autorização do concurso estão bem adiantadas e poderá ocorrer em breve. Além disso, fontes ligadas ao Planejamento confirmaram que, nos próximos dias, um pacote de autorizações para concursos na área federal deverá ser divulgado, e o BC poderá ser um dos órgãos contemplados.

Distribuição - De acordo com Anthero Meirelles, as 520 vagas serão distribuídas da seguinte maneira: 150 para Técnicos (com exigência de Ensino Médio e vencimentos iniciais de R$ 4.887,27), 350 para Analistas (exigência de nível superior e vencimentos de R$ 10.905,76) e 20 para Procuradores (exigência de graduação em Direito e vencimentos de R$ 14.049,00).

moedas


Apesar do diretor não ter detalhado para quais estados as vagas serão destinadas, o Rio deve ser um dos principais contemplados na distribuição. O presidente do Sindicato dos Funcionários do Banco do Brasil (Sinal) no Rio, Sérgio Belsito, confirmou a carência de pessoal na unidade. “Dos 800 servidores da regional temos, pelo menos, 200 com idade de se aposentar, principalmente no Departamento de Meios Circulantes, que é a área que entrega dinheiro, faz saneamento de dinheiro e trabalha com a entrega de numerário. Essa é uma atividade-fim, ligada à administração, e é muito importante, pois trabalha em cima do abastecimento de moeda no Brasil todo.

Além do Rio de Janeiro, deverão ser contempladas com vagas as cidades de São Paulo, Salvador, Belém, Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Salvador e Brasília, que são localidades onde há representação do BC.

Reajustes - O concurso se torna ainda mais interessante devido à aprovação da MP 440, convertida na lei 11.890. A partir de julho de 2009, os vencimentos dos analistas passarão a R$ 12.413,65 e os dos técnicos a R$ 4.896,25. Em julho de 2010, o valor será de R$ 12.960,77, para analista, e de R$ 4.917,28, para técnico. Além disso, os funcionários recebem benefícios como auxílio-alimentação, plano de saúde, vale-transporte e auxílio-creche.

porquinho

O diretor também confirmou que a pressa na realização da seleção se deve ao fato de que um grande número de funcionários deve se aposentar nos próximos anos (estima-se que 50% do quadro atual, de cerca de 5.500 funcionários, terá condições de requisitar aposentadoria até 2011). Por isso, a proposta apresentada pela instituição ao governo prevê a realização de concursos anuais até 2013, tornando indispensável uma boa preparação por parte dos candidatos. “No ano passado, por exemplo, cerca de 800 funcionários teriam condições de se aposentar. Nós recebemos o pedido de 106 aposentadorias. Em março, porém, na volta das férias, deveremos receber mais uma quantidade de pedidos, assim como em julho, com o reajuste prometido pela MP 440. Com isso, a nossa expectativa é de que em torno de 250 pessoas saiam do banco até julho”, confirma o chefe-adjunto do setor de Recursos Humanos do BC, Delor Moreira.

Segundo ele, a carência funcional foi detalhada ao Planejamento, para que os técnicos da pasta entendam a urgência na autorização da seleção. “Nós enviamos um projeto ao Planejamento detalhando todas as nossas carências no setor de pessoal. Esta é uma questão que esperamos equacionar o quanto antes, até porque preparar funcionários novos para atuar não é um processo rápido”, explica.

Fonte: Blog do Prof. Giovany . Foto 1 e 2: Flickr

Written by Paulo Cassiano

11/02/2009 at 11:39

Publicado em Comentário Geral

Tagged with , ,

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.